Fique a Par:
Please reload

Procure por Tag:
Minha Escolha:

Querido John: Livro x Filme (com Spolier)

2 Feb 2018

'Olá, Pessoal!

       No mês de janeiro li 6 livros, mas o que se destacou foi à leitura de Querido John, de Nicolas Sparks (quero todas as obras dele, pois, amei a sua escrita), que já foi adaptado para o cinema. Logo após a leitura do livro fui rever o filme, para ver as diferenças entre eles, que em minha opinião foram mudanças significativas. 

      Os livros, geralmente são considerados melhores que os filmes que dão origem, pela qualidade e quantidade de detalhes. Foi esse o caso, pois no livro a personagem Savannah, que John a conhece em uma licença do exército e por quem se apaixona. Ela estava em sua cidade de férias da universidade, construindo casa com sua turma para ajudar uma família que havia perdido tudo, no livro ela era morena, já no filme é loira. Além disso, Savannah do livro era muito religiosa, tinha uma ligação direta com Deus, o que não apareceu no filme.

          Segundo ponto relevante, Tim (melhor amigo de Savannah e futuro marido), nunca foi casado e Alan não era seu filho, mas sim seu irmão, que nunca saiu de sua cidade natal, Wilmington.

      No entanto, em ambos, o assunto autismo é tratado com muita sutileza. Mesmo que para o John, tenha sido difícil descobrir que seu pai tinha traços leves dessa deficiência; através de Savannah, que deseja se especializar em educação especial, por conta dele e do Alan (irmão do Tim no livro), pelos comportamentos: sempre metódico, com uma rotina certinha e no caso do pai de John, por só conseguir falar sobre as moedas que começou a colecionar com seu pai e seu avô, e não por causa do John, como é colocado no filme. Mas foi graças a essa descoberta, que a relação de pai e filho melhorou de forma considerável.

      Gostei mais do final do filme do que do livro, pois, após a morte de Tim por câncer, (seu marido, pois, ela deixa John, por não suportar a distância e por causa de Alan), ela e John finalmente têm um desfecho feliz.

         Em minha opinião a história é envolvente, tem romance, mas classificaria como drama também, por ser um enredo mais focado na dificuldade da vida de quem serve o país nas guerras, além do drama familiar.

    Se você leu esse livro ou viu o filme, deixe comentários (No Facebook), o que você achou. Mandem também sugestões de livros e filmes que vocês gostaram, para que eu possa conhecê-los.

 

Meta anual: 50 livros.

Faltam: 44 livros.

 

Vamos compartilhar?!

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Mari Chagas

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now